Buscar
  • Clínica

Tudo sobre pele negra

Atualizado: 22 de Ago de 2019



Enquanto algumas condições que afetam a pele, cabelos e unhas sao mais comuns em pessoas de pele muito clara, outras sao mais comuns em pessoas de pele morena ou negra.

Entre tantas condições devemos destacar:


Alterações de pigmentação como:


Hiperpigmentação pós inflamatória

Podemos notar manchas escuras na pele negra após um corte ou arranhadura, essas manchas também podem surgir quando lesões de acne, eczemas ou manchas vermelhas desaparecem.


Na pele negra essa é uma reação comum, conhecida como hiperpigmentação pós inflamatória e pode levar muito tempo para clarear.


O uso de cremes clareadores e alguns procefimentos como peelings químicos e microdermoabrasão podem ajudar, assim como evitar a exposição ao sol e fazer uso diário de filtro solar.


Melasma

Essa condição é comum e causas manchas escuras principalmente na face, mas algumas vezes pode acometer também os antebraços, colo e pescoço.


Pode estar associado com gravidez, uso de anticoncepcionais ou reposição de estrogênio.

É uma doença que dispõe de várias opções de tratamento, porém, apresenta recorrência quando da exposição solar.


Proteger a pele do sol é o fator mais importante do tratamento, assim o uso de filtro solar, chapéu, óculos de sol e roupas com proteção UV.


Vitiligo

Nessa doença, os melanócitos, células que produzem o pigmento, são destruídas resultando em perda da cor da pele.


Algumas pessoas apresentam manchas mais claras que a pele normal, enquanto outras tem manchas brancas. Não é possível prever o quando da coloração da pele cada pessoa irá perder.


O tratamento pode prevenir a evolução da doença assim como ajudar na repigmentação das áreas brancas.


Pitiríase alba

Acomete principalmente crianças de pele seca, causando placas arredondadas e esbranquiçadas cobertas por uma descamação fina.


Podem aparecer em qualquer área do corpo, mas são mais comuns na face, pescoço, tronco e braços.


O uso de hidratantes adequados melhora essa condição que tende a desaparecer na idade adulta.


Alterações do couro cabeludo

Acne relacionada ao uso de condicionadores de cabelos


Para melhorar o aspecto e maleabilidade dos fios secos, muitos pacientes negros usam pomadas ou cremes nos cabelos. Quando esses produtos escorrem para a testa, podem bloquear os poros e causar cravos e espinhas.


Aplicar os cremes nos fios evitando o contato direto com o couro cabeludo é a melhor forma de evitar esse tipo de acne.


Seborréia

O uso de pomadas ou cremes de cabelos também podem piorar a seborreia, uma condição que causa placas descamativas que coçam.


Inicialmente os pacientes acham que se trata de ressecamento da pele da face, que surge principalmente entre as sobrancelhas e nos cantos do nariz.


Mas a descamação tende a afetar também o couro cabeludo como oleosidade excessiva, placas pruriginosas e caspa.


Lavar o couro cabeludo pelo menos 2 a 3 vezes por semana com produtos adequados ajuda a melhorar.


Foliculites

Trata-se de uma infecção bacteriana dos folículos, sinais de foliculite são a presença de pus e inflamação no couro cabeludo.


Mais comumente surge na região da nuca de pacientes negros que raspam os fios, assim como na área da barba.


O tratamento com antibióticos e orientações quanto ao corte adequado dos fios fazem parte da orientação desses pacientes.


Tinea capitis ( micose do couro cabeludo)

É uma infecção da pele causada por fungos, pode levar a calvície, placas pruriginosas ou descamação parecida com a caspa do couro cabeludo. As crianças são mais comumente acometidas e podem rapidamente transmitir a infecção para os familiares e colegas de escola.


Compartilhar pentes, escovas de cabelo e chapéus pode disseminar a doença, assim como o contato próximo entre as pessoas.


O tratamento inclui medicações antifúngicas orais e loções tópicas e com o tratamento os fios normalmente voltam a crescer.


Problemas da pele relacionados a raspagem dos pelos

Pacientes negros possuem cabelos grossos e encaracolados.

Após raspagem, os fios curtos frequentemente se curvam para dentro da pele. E quando isso acontece as seguintes condições podem aparecer.


Pseudofoliculite de barba, acometendo principalmente homens após raspagem dos pelos da barba. O tratamento com laser para remoção definitiva dos pelos é uma boa opção.

Foliculite queloidiana de nuca, aparecem após a raspagem dos pelos dessa região como pápulas endurecidas, sem tratamento pode causar a perdas dos fios da área comprometida.

Para prevenir deve-se mudar a forma de cortar os fios, alguns homens optam por deixar os fios crescerem.


Outras condições mais comuns na pele negra

Pele seca

Pacientes de pele marrom ou negra se queixam de pele exageradamente seca e que se torna acinzentada se não adequadamente hidratada.


Dermatose papulosa nigra - DPN

Mais comuns na face e pescoço de pacientes negros ou miscigenados, surgem como pequeninas pápulas marrons ou negras de crescimento progressivo. Muitas vezes com pacientes confundem a DPN com pintas ou verrugas.


O tratamento inclui a retirada das lesões com aplicação pontual de ácidos ou cirurgicamente com tesourinha delicada ou bisturi elétrico.


Queloides

São cicatrizes que se tornam espessadas, endurecidas e grandes.

Muito mais comuns em pacientes de pele negra, o queloide pode se formar após qualquer ferimento na pele, como um corte profundo, após cirurgias, colocação de brincos ou piercings ou mesmo lesões de acne inflamadas.


O tratamento não elimina a cicatriz, mas pode diminuir o tamanho e desconforto causado pelo queloide. E inclui procedimentos cirúrgicos, infiltrações com corticoides, entre outros.


Cancer de pele

Pessoas de todas as raças e cores podem ter câncer de pele.

Pessoas negras podem desenvolver tumores em áreas menos frequentes, como palmas, solas e unhas. Por isso, muitas vezes os tumores são diagnosticados mais tardiamente nesses pacientes.


Um exame completo da pele incluindo as mucosas da boca e nariz deve ser realizado regularmente.


Unhas

Pacientes de pele negra podem apresentar estrias ou bandas negras nas unhas, principalmente do halux e polegar.


Porém, diante de qualquer mudança como o crescimento ou modificação das estrias escuras, a coloração da pele ao redor das unhas e o surgimento de novas estrias deve despertar a atenção para os sinais de melanoma ungueal.


Esse é um tipo de câncer da pele que pode matar, porém o tratamento precoce permite a cura na maior parte dos casos.


Cabelos

Os cabelos negros possuem forma e estrutura únicos, assim o habito de pentear e escovar frequentemente causam a quebra dos fios.


O uso frequente de penteados com tranças muito apertadas, assim como o alisamento levam também a perda dos fios.


Evite o uso de produtos químicos, de apliques pesados e tranças muito apertadas, assim como pranchas de alisamento. Fatores que podem levar a perda permanente dos fios quando usados de forma repetitiva por longos anos.


Abuse da beleza e volume dos fios naturais.



Depilação permanente de pelos e tratamentos da pele por laser

Atualmente os aparelhos são desenvolvidos para serem usados em todo o tipo de pele. Permitem o uso de energias mais baixas que não causam queimadura nas peles mais morenas e negras.


Importante saber que devido ao uso de energias mais baixas, muitas vezes nesses pacientes o tratamento é possível, porem um numero maior de sessões normalmente é necessário.

0 visualização

Email: contato@alicebucard.com.br

Fone: (21) 2249-9796 • (21) 98491-3106

Rua Visconde de Pirajá, 595 sala 509

Ipanema • Rio de Janeiro • RJ

Entre em contato

Alice Buçard Clínica Dermatologica - 2019 Todos os direitos reservados

Logo Horizontal res.png