DERMATOSCOPIA

A Dermatoscopia é um exame não invasivo que consiste no uso de um aparelho que amplia a visão das pintas e sinais entre 10 e 120 vezes, além de permitir a criação de um banco de imagens dessas estruturas presentes na pele

e no couro cabeludo.

 

Estas imagens servirão para o acompanhamento

de possíveis modificações nas lesões,

e diagnósticos precoces de tumores.

Por que eu deveria fazer Dermatoscopia?

Mais de 165.000 novos pacientes são diagnosticados, anualmente, com câncer de pele no Brasil. Esta é a forma mais frequente de câncer no país. A boa notícia é que o câncer de pele é facilmente identificável e, em estágios iniciais, fáceis de tratar. A identificação precoce diminui a gravidade da doença e é importante para o diagnóstico dos tumores ainda pequenos e com fácil resolução cirúrgica. Por essas razões, você deveria permitir que suas pintas sejam examinadas regularmente através do exame da Dermatoscopia. 

O que causa câncer de pele?

A radiação ultravioleta (UV) emitida pelo sol e por câmeras de bronzeamento têm papel decisivo no desenvolvimento do câncer de pele. Causando dano ao DNA celular que, quando não é reparado, é transformado em células tumorais.

A Dermatoscopia é o exame que identifica estes tumores para posterior análise e disgnóstico. Já o Mapeamento Corporal com Fotofinder é o exame que analisa, acompanha e pode identificar várias pintas, sinais e tumores na pele ao mesmo tempo. Saiba mais, clicando aqui.

Quais são os tipos de câncer de pele?

Habitualmente diferenciamos 3 principais tumores de pele:
 

  1. Melanoma: pode se desenvolver sobre pintas pré-existentes ou em pele previamente sadia. Este é o tumor mais perigoso entre os da pele, com risco de metástase (disseminação) a distância para outros órgãos como fígado e cérebro.

  2. Carcinoma basocelular: este é o tumor mais comum da pele. A maioria é causada pela intensa exposição ao sol por muitos anos. Consequentemente, se desenvolve em pessoas que trabalham ao ar livre ou que se expõem intensamente à radiação solar durante o lazer. Pessoas de pele clara, cabelos loiros ou ruivos, olhos azuis ou verdes são as mais frequentemente acometidas.

  3. Carcinoma espinocelular: também surge em pessoas de pele clara que se expõem excessivamente a radiação solar. Pode ter comportamento mais agressivo com invasão local de estruturas além da pele como cartilagem e osso, raramente com disseminação a distância.

Eu sou um paciente
de risco?

Se você responder SIM para qualquer das perguntas abaixo, consulte seu dermatologista.
 

  • Você tem pele clara e sensível ao sol?

  • Você tem muitos sinais ou pintas?

  • Você tem uma grande pinta desde que nasceu?

  • Você tem pintas irregulares ou que mudaram recentemente?

  • Você teve queimaduras solares na infância e adolescência?

  • Você tem casos de câncer de pele na família?

  • Você já teve um câncer de pele?

  • Você se expõe regularmente ao sol em horários não recomendados?

Quais são os sinais de alerta para o câncer de pele?

Observe as seguintes modificações em suas pintas:
 

  • Mudanças de cor (clareamento, escurecimento e surgimento de novas cores)

  • Mudanças no tamanho e relevo

  • Mudanças ao redor dos sinais (vermelhidão e inchaço)

  • Surgimento de novas pintas

  • Sangramento

Como fazer o autoexame das pintas?

Se examine regularmente a cada 4 semanas, e preste atenção às mudanças usando a regra do ABCDE:

 

A = assimetria do formato

B = bordas irregulares

C = coloração variada

D = diâmetro acima de 5 mm

E = evolução, mudanças nos últimos 3 meses

Email: contato@alicebucard.com.br

Fone: (21) 2249-9796 • (21) 98491-3106

Rua Visconde de Pirajá, 595 sala 509

Ipanema • Rio de Janeiro • RJ

Entre em contato

Alice Buçard Clínica Dermatologica - 2019 Todos os direitos reservados

Logo Horizontal res.png